Trança dos ventos

Rede Rainha cata o Rei

dança fita mastro adorne.

Às arrecuas chegarei

quatro a cinco mudado torne.

Dança rosa tont’à roda

tod’o tempo até ao ventre.

Cativa desse engodo

tud’à volta é presente.

Ventania na rede o chão espanta

todo ele nela s’alevanta.

Se a rosa os ventos esposa

do abalo nasce forma curiosa.

Pela rosa os ventos passam

deixam rasto ao de largo.

Não se percam passos cegos

seja o meio em todo o lado.

– – – –

DAS 11h00 ÀS 18H00

NA CLAREIRA DAS AZINHEIRAS

SERRALVES EM FESTA

#

May 30, 2014